• 5 dicas para aumentar a autoconfiança e encarar desafios

    19 de Julho de 2018 • Categoria: Gestão Mudança Resultados

    Quantas vezes você já deixou de fazer alguma coisa porque não acreditou que seria capaz? Se olharmos para trás – ou quem sabe para este exato momento – podemos detectar esse comportamento. Deixamos de fazer algo que realmente gostaríamos porque, no fundo, não tivemos confiança suficiente em nossa própria competência. 

    A habilidade de acreditar em si mesmo não é nata, não é um sentimento que quem não possui desde que nasceu jamais poderá experimentar. Ao contrário: ela pode ser desenvolvida e exercitada. Por isso, no post de hoje trago 5 dicas para aumentar a autoconfiança. Vamos lá? 

     

    A autoconfiança pode ser desenvolvida por todos nós – e com ela, encaramos desafios e conquistamos o que nos faz feliz. (Imagem: FreePik)


    Por que a autoconfiança é importante

    Porque ela nos ajuda a tomar a iniciativa. Seja para começar um projeto profissional novo ou para resolver os problemas comuns do dia a dia, quando confiamos em nós mesmos costumamos tomar as rédeas das situações e fazemos acontecer. 

    Pense comigo: quantos objetivos você já desejou atingir, mas nem começou a tentar porque sentiu-se incapaz? A autoconfiança trabalha justamente aí: ela te impulsiona a começar e a seguir em frente.  

    Leia também: Autossabotagem - veja como fugir da Síndrome do Impostor com 5 dicas

     

    Como a falta de autoconfiança pode atrapalhar

    Uma vez que a autoconfiança nos ajuda a tomar a iniciativa, sua falta pode nos limitar e estagnar. Sem autoconfiança, é muito mais difícil de começar alguma coisa nova – mesmo que essa novidade seja um sonho, algo que desejamos profundamente. Além disso, ao deixar de confiar na própria capacidade, até os pequenos problemas do cotidiano geram ansiedade e ficam mais complicados de resolver. 


    Como ter mais autoconfiança: 5 dicas infalíveis

    Vejo que a autoconfiança é construída sobre dois alicerces fundamentais: capacitação técnica e estrutura emocional. Quando alimentamos esses pilares, conseguimos atingir a confiança em nós mesmos e assim encarar os desafios com muito mais tranquilidade e, até, alegria. Para isso, algumas atitudes ajudam. 

     

    •    Para ter mais capacitação técnica

    Aposte na leitura: começar uma nova carreira, abrir uma empresa, iniciar um projeto, ser promovido, mudar de casa, emagrecer, ter mais saúde, controlar melhor as finanças... ufa! Tudo isso (e muito mais) exige autoconfiança. E para alimentá-la, você pode ler sobre o assunto relacionado ao desafio. Sim, simples desse jeito. 

    Por exemplo: suponhamos que o seu sonho é começar um negócio, mas você não acredita na própria capacidade de ter sucesso. O primeiro passo, nesse caso, é ler sobre o assunto. Tutoriais, dicas, desafios, soluções, histórias de sucesso e dados de mercado em blogs, livros e sites de notícia. 

    Tudo que você lê vai deixa-lo mais informado e mais organizado, o que te auxilia a esclarecer os caminhos a tomar e a evitar. A informação nos prepara. E é possível sentir isso. 

     

    Procure cursos e treinamentos: o segundo passo para ter mais autoconfiança é aprender com alguém. Pode ser um curso profissionalizante, uma especialização, uma nova formação, um treinamento, aulas virtuais, educação a distância e até oficinas ou workshops. Claro, tudo depende do que você precisa e procura no momento. Mas, sem dúvida, cada um desses formatos de aprendizado é altamente válido e importante. 

    Isso, porque em todos eles você ganha conhecimento, que agrega novas habilidades técnicas e aperfeiçoa as que você já tem. Consequentemente, sua autoconfiança é alimentada e fortalecida.

     

     
    Leitura, cursos, treinamentos, aulas digitais: conhecimento dá o preparo e a capacitação que você precisa para ter mais autoconfiança. (Imagem: FreePik)

     

    •    Para ter mais controle emocional

    É importante frisar que a necessidade emocional de cada um de nós é bastante diferente. Portanto, minha dica como especialista em gestão e como um ser humano que também tem sentimentos é procurar por um caminho que faça sentido para você

    Pensando nisso, destaco algumas opções que nos ajudam a ter mais inteligência emocional e, com ela, mais autoconfiança.

    Coaching: conversar com um coach ou com um mentor pode esclarecer muitos pontos práticos de nossas vidas e carreiras, o que consequentemente nos ajuda a ter determinação e aumenta a confiança na própria capacidade. 

    Terapia: profissionais da saúde mental são grandes facilitadores do autoconhecimento. E uma vez que aprendemos mais sobre nós mesmos, fica muito mais fácil de lidar com nossas limitações, apreciar nossas competências e ampliar nossos horizontes. 

    : outra solução que tem se mostrado bastante eficaz ao redor do mundo é a fé, a busca pela espiritualidade. Essa alternativa pode nos ajudar a encarar a vida e os desafios de forma mais positiva e tranquila, o que também aumenta a confiança para superar obstáculos e perseguir novos objetivos.

     

       

    Coaching, fé e terapia são algumas opções que ajudam a proporcionar controle emocional para atingir a autoconfiança. A dica é escolher o que faz mais sentido para você. (Imagem: FreePik)

     

    Não acredite que a falta de autoconfiança é uma característica imutável. Não é verdade. Ela é uma habilidade que todos nós podemos desenvolver - e essas dicas certamente vão te ajudar. 

    Uma vez que a autoconfiança é construída sobre os pilares da capacitação e controle emocional, nada e ninguém a derrubam! 

    Obrigada pela companhia, espero que tenha gostado de nossa conversa de hoje e fique à vontade para participar!

    Grande abraço, Marcia.

     

    Veja também: Como combater o medo de começar algo novo
     

DEIXE SEU COMENTÁRIO

ANTES DE FAZER UM COMENTÁRIO, VEJA A POLÍTICA DO BLOG

Faça seu comentário.