• Empresa familiar: desafios para harmonizar e crescer

    11 de Agosto de 2015 • Categoria: Gerações Gestão

    As empresas familiares brasileiras desempenham um importante papel no desenvolvimento do país e na formação do Produto Interno Bruto nacional. E não é para menos: segundo o Sebrae, no Brasil, cerca de 85% dos negócios são de família.

    Este tipo de empresa tem características bastante favoráveis ao crescimento, mas, é também nesse modelo de negócio que existem grandes desafios. O principal deles é encontrar mecanismos que otimizem as vantagens de se trabalhar com o pessoal de casa e que impeçam que o parentesco atrapalhe.

     

    Casa, trabalho. Trabalho, casa. Harmonizar as relações é uma das chaves para o sucesso das empresas familiares. (Imagem: FreePik.com)

    Casa, trabalho. Trabalho, casa. Harmonizar as relações é uma das chaves para o sucesso das empresas familiares. (Imagem: FreePik.com)

    Empresa familiar: como melhorar negócios e clima

    Ao contrário do que algumas pessoas pensam, a empresa familiar não é sinônimo de pequeno negócio que não tem ambição de crescer. Para você ter uma noção de como este tipo de empresa é promissora, a revista Exame divulgou um estudo mostrando que o crescimento dos negócios de família no Brasil foi quase 10% maior do que o índice desse crescimento numa escala global.

    E não para por aí: um estudo feito na Suíça revelou a lista das maiores companhias familiares do mundo e 15 delas são da nossa terra. No entanto, para atingir resultados positivos e permanecer em crescimento, algumas atitudes são primordiais. Elaborei uma lista dessas atitudes positivas para dividir com você. Confira!

     

    1 - Desafie as gerações mais novas

    Segundo o Sebrae, a cada 100 empresas familiares fundadas no Brasil e no mundo, apenas 30 sobrevivem à segunda geração, 15 à terceira e quatro à quarta. Isso acontece porque a medida que o tempo passa, os sucessores podem perder o interesse de continuar aprimorando as boas práticas de gestão e superando desafios da economia. 

    O criador da empresa, geralmente, tem uma enorme quantidade de paixão pelo negócio – afinal, ele começou do zero. As gerações mais novas recebem bastante coisa pronta e por isso, em alguns casos, deixam de desenvolver todo esse amor e interesse. Para solucionar o problema e manter o negócio da família entre as que sobrevivem, ou melhor, vivem (e com sucesso!), é preciso desafiar os sucessores com projetos e planos inovadores. Assim eles permanecem instigados e enraízam o sentimento de paixão.

     

    2 - Profissionalize sempre

    O diferencial das empresas que se destacam entre as concorrentes e não se molham durante as chuvas de desaceleração da economia, certamente, é a profissionalização. Na prática, significa:
     

    • Definir regras claras para todos, inclusive para os familiares;
    • Ter critérios para ingresso no negócio e projeção do cargo;
    • Em alguns casos, optar por uma estrutura de “Conselho de Administração”, que é composto pelos membros da família, e deixar os cargos de gestão para executivos profissionais do mercado.

    3 - Otimize os pontos positivos

    A empresa familiar a confiança pode ser utilizada a favor do crescimento. Com o comprometimento com o negócio, dificilmente a empresa vai enfrentar uma crise baseada em rombos misteriosos no orçamento ou venda de projetos para a concorrência.

    Aproveite as relações positivas da família e cultive-as. Cuidado com os benefícios Todos da família que trabalham na empresa precisam entender que o papel de cada um, em primeiro lugar, é cumprir os deveres: existe trabalho para ser feito e regras para seguir. Não abusar das vantagens da parentela influencia positivamente na produtividade e também no exemplo que se dá para quem não é parente e trabalha na empresa.

     

    4 - Tente deixar os problemas de casa em casa

    Nós sabemos que é praticamente impossível não trazer o que é de casa para o escritório, e vice-versa. Mas, apesar da dificuldade, este é um exercício que precisa ser praticado. Quando se está na empresa o foco é o negócio.

    Blog Marcia Correa - Post 7 - Famílias e negócios 01

     

    Você tem algum comentário sobre esse assunto? Participe!

    Abraços,

    Marcia.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

ANTES DE FAZER UM COMENTÁRIO, VEJA A POLÍTICA DO BLOG

3 COMENTÁRIO(S)

Empresa familiar ou famí­lia empresária? Muitas diferenças em gestão, cultura e modo de ver as coisas. Bela matéria. Sds
comentado por Claudio em 11/08/2015
De fato a profissionalização da gestão nas MPE é a chave para uma sucessão familiar bem conduzida! Muito boa a matéria!
comentado por Gava em 11/08/2015
Bom dia Márcia; Gostei da tua matéria publicada Grande abraço Acyr
comentado por Acyr em 11/08/2015